Reveja as ações do Programa de Transferência de Renda em 2022

No dia 25 de janeiro de 2019 uma grande onda alterou o curso da vida de milhares de famílias que viviam ao longo da Bacia do Rio Paraopeba, causando um impacto social, ambiental e econômico. Os efeitos do rompimento da Barragem de Córrego do Feijão, em Brumadinho, irão perdurar por anos e, por isso, um Comitê Compromitente (composto por Ministério Público Federal, Ministério Público de MG, Tribunal de Justiça de MG e Defensoria Pública de MG) lançou em junho de 2021 um edital de chamamento público para operacionalizar o Programa de Transferência de Renda (PTR). Em setembro de 2021, a FGV foi escolhida como responsável pelo gerenciamento do programa criado para apoiar as pessoas atingidas que tiveram seu meio de subsistência afetado.

 
Contando com uma equipe de mais de 200 profissionais, estruturada em dois postos de atendimento presenciais (Brumadinho e Betim, MG), além de canal 0800 e portal eletrônico, em 2022 destacaram-se os números:
 
- 110 mil pessoas recebendo o benefício;
- 10 mil novos beneficiários incluídos após cadastramento;
- Mais de 40 mil atendimentos presenciais;
- Mais de 600 atividades de campo realizadas;
- Mais de 60 reuniões realizadas com comunidades atingidas;
- Mais de um 1 milhão de acessos ao Portal do PTR; e
- Mais de 17 mil e-mails respondidos e mais de 230 mil ligações no call center.

 

E além do cadastramento e pagamento dos beneficiários, a FGV é responsável pela gestão financeira e contábil de R$4,3 bilhões destinados ao Programa de Transferência de Renda. O Fundo FGV/PTR cresceu, em 2022, acima da poupança e vai prolongar a duração do programa por seis meses além do previsto.

 

Saiba mais no folder do material, clicando no botão de download abaixo.